domingo, 14 de agosto de 2011

SPORTING 1-1 Olhanense (Análise ao jogo)

3 golos apontados por leões, deu em 1-1 no marcador !?
Depois da "vassourada" prometida e cumprida por Luís Duque, que foi não só no plantel, mas em toda a estrutura do futebol do Sporting, seria precisa outra "vassourada", mas na arbitragem portuguesa, pois todos sabemos que é essa que tem um peso decisivo nas classificações finais das competições e sabemos também quem são os protagonistas, que ano após ano empurram este clube para baixo.

Temos alguma culpa própria? É claro que temos. Mas quando tudo parece estar bem encaminhado, logo aparecem estas "personagens" a deitar por terra toda e qualquer esperança que possa existir entre jogadores e adeptos sportinguistas. Depois do que vi ontem, só me resta dizer que mais uma vez, não dependemos só de nós para atingir os nossos objectivos, sendo que nestas coisas, isto é como um bola de neve, não se atingem os resultados, a confiança vai desaparecendo, os jogadores e adeptos vão ficando revoltados e depois é fácil dizer que se perdeu por incompetência própria.

Enfim, mas vamos analisar a única equipa que procurou vencer o jogo. Domingos optou por este onze inicial:

Não jogaram: Marcelo (gr), Pereirinha, Carriço e Wolfswinkel

Homem do Jogo
Para mim, foi Rinaudo o homem do jogo na noite de ontem. Um verdadeiro leão à solta, jogando e fazendo jogar, levando a equipa ás costas, quando esta parecia esmorecer. Mesmo após ter sido vítima de várias entradas mais duras e ter ficado tocado, ele continuou a lutar, a correr, com se de uma final se tratasse. Simplesmente fantástico Fito Rinaudo. O amarelo que viu, não o fez tirar o pé do acelerador. 
PATRÍCIO - Não teve quase nada para fazer durante o jogo, viu entrar uma bola após excelente remate do Leão emprestado, Wilson Eduardo (bem melhor que Pongolle, Caicedo e outros...).

JOÃO PEREIRA - Fez um jogo à sua imagem, defendendo e atacando com raça e qualidade, fazendo todo aquele corredor e combinando muito bem com Jeffren, tornando aquela ala direita a principal fonte de perigo para o Olhanense. Foi um capitão responsável, conseguindo controlar a "azia", vendo e sentido como todos nós, que estávamos em inferioridade numérica dentro de campo.

EVALDO - Fez algumas incursões pelo seu lado, foi do seu cruzamento que nasceu o golo de Izmailov, mas a sua ala, claramente esteve mais fraca que a direita. Esteve bem a defender.

POLGA - Foi uma meia-surpresa a sua titularidade, mas perante as fífias de Carriço e Onyewu nos jogos de preparação, não restava outra solução a Domingos, que não fosse apostar na experiência de Polga. E foi muito agradável a exibição do ex-Campeão do Mundo, muito seguro na defesa (foi o melhor dos centrais neste jogo), e ainda apareceu 2 ou 3 vezes na área em zona de finalização. Foi um dos que tentou empurrar a equipa para a frente no pior período do jogo.

RODRIGUEZ - Esteve seguro na defesa, mas pouco interventivo no jogo. Se calhar não quis comprometer, e jogou pelo seguro. Recordo uma jogada em que pegou na bola atrás e galgou uns 30 metros no terreno, criando um desequilíbrio na equipa de Olhão. Tem que o tentar mais vezes.

SCHAARS - Esteve bem melhor que nos últimos dois jogos, e por isso a opção de o manter o jogo todo (a necessidade de mudar as coisas na frente, também a isso obrigaram). Não foi feliz nas vezes que tentou o remate, e merecia ter marcado um golo. Esteve bem, e julgo que irá melhorar muito mais.

ANDRÉ SANTOS - Alguém tinha que sair ao intervalo, e calhou a André a "fava" (o facto de ter jogado pela selecção também contribuiu). É daqueles jogadores que não sabe jogar mal, é um ponto de equilíbrio no meio-campo, mas a equipa precisava de mais audácia e criatividade no meio campo e a sua saída era inevitável, pois Schaars estava a fazer um bom jogo e Fito era imprescindível, apesar de já ter visto o amarelo.

JEFFREN - Até se lesionar, estava a ser um dos melhores no Sporting e um quebra cabeças para a equipa de Olhão, e foi vítima de entradas duríssimas que não foram punidas devidamente pelo suspeito do costume. Vai ser um caso sério nesta Liga, assim o deixem jogar e os homens do apito o protejam, pois a sua velocidade e capacidade de explosão só foi parada através de sucessivas faltas. Devia ter evitado aquela entrada, que poderia ter custado a sua expulsão. Excelente exibição.

DJALÓ - É por este tipo de exibições que Yannick não consegue convencer as pessoas que pode justificar um lugar na equipa titular. Não basta fazer um golo ou dois, e 20 minutos de boa qualidade (exemplos: Braga na ultima jornada da época passada, e Juventus esta pré-temporada), para se achar pode ser um titular indiscutível nesta equipa. Acho que depois disto, só resta a Domingos encostar este jogador uns jogos no banco, ele que até pode ser útil entrando em determinadas alturas no jogo. De outra forma só lhe resta procurar outras paragens.

POSTIGA - Luta, corre, esfola-se todo para ganhar as bolas, tem momentos de brilhantismo, mas continua demasiado perdulário e o Sporting precisa de um ponta-de-lança que em 3/4 oportunidades facture pelo menos 1 golo. Postiga não é esse jogador. Ontem teve pelo menos umas 6 ou 7 ocasiões, 2 delas flagrantes e apenas facturou numa delas, para seu azar e de todos nós anulada. Precisa de banco.

IZMAILOV - Rendeu André Santos e mostrou já estar em muito melhor condição física que vimos frente ao Valência e com maior ritmo de jogos será um titular natural desta equipa. É um polivalente, e ontem Domingos optou por o pôr na zona central (quase um 10), mas a sua tendência natural é para fugir para as alas. Agitou o futebol do Sporting na 2ª parte e marcou o golo após uma recarga a um primeiro remate seu de primeira, depois de um cruzamento de Evaldo. Parece que o Czar está de volta.

RÚBIO - Quanto a mim entrou tarde, devia ter entrado logo ao intervalo. Compreendo a opção de Domingos em tê-lo deixado de fora, pois ele tinha jogado pela selecção e quase não treinou com a equipa durante e semana. Penso que ganhará naturalmente um lugar na equipa. Ontem não teve tempo, nem oportunidades para facturar.

CAPEL - Está mais solto e parece-me mais confiante. Combinou bem melhor com Evaldo do que Djaló (também não seria difícil), executou alguns bons cruzamentos, um deles com selo de golo, mas não encontrou um verdadeiro goleador. Penso que irá disputar um lugar com Izmailov, depois da integração natural de Matias Fernandez na equipa. Esteve bem melhor que nos últimos jogos.

Em conclusão, os cerca de 40.000 adeptos que se deslocaram ao estádio, viram um Sporting que promete praticar um bom futebol, que a espaços foi até empolgante, mas que mais uma vez não teve a eficácia necessária para impedir que "terceiros" aproveitassem para nos prejudicarem mais uma vez. 22 remates e apenas 1 golo (perdão, 2 golos), é muito pouco. 

Vou continuar, claro, a acompanhar o percurso do nosso Sporting nesta competição, mas com a certeza, como ficou bem vincado ontem à noite, que não dependeremos só de nós para atingirmos os nossos objectivos.


Sem comentários:

Enviar um comentário

PES 2018 | Kits do Sporting CP 2017-2018

Como não encontrei em mais lado nenhum resolvi fazer os kits do Sporting e partilhar convosco. Não estão perfeitos, mas para já desenrascam....