quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Parece que temos que ir à bruxa!


A surpresa Capel no banco?
À primeira vista, e pondo-me na pele de Domingos, o facto de Capel ter ficado no banco pode ser um sinal de que estava na cabeça do treinador também o jogo em Braga, que não será menos importante que este, pois uma eventual derrota em Braga, complica em muito as contas para o 2º e 3º lugares no campeonato, lugares que também dão acesso à Champions. Sim, porque se formos realistas, os empates com Académica e Porto, deixaram o 1º lugar como objectivo muito difícil de alcançar. Ao mesmo tempo deu mais 45' a Jeffren, e Matias mostrou que está a regressar à boa forma, a partir do momento que foi colocado no centro do terreno. Para jogar Carrillo, Matias teria que ficar de fora.

Já a titularidade de Neto, não espanta ninguém, e só saiu por questões tácticas. Acredito que o 31, será novamente titular em Braga.

Falando sobre o jogo, desde logo se viram quais eram as intenções do Nacional. Retardar ao máximo um golo do Sporting, e se possível levar um 0-0 para a Madeira. Defender, defender, foi a palavra de ordem, e compreensível, pois de outra forma teria sido uma vitória fácil do SCP.

Vi o meu Sporting tentar tudo para furar a muralha, mas convenhamos que é muito complicado, jogar em velocidade, sem perder a posse de bola, num meio campo com quase vinte jogadores. Era preciso um golo cedo do Sporting. Mas o que aconteceu, foi que cedo ficámos sem mais um jogador por lesão, e logo o nosso artilheiro holandês. Entrou Bojinov (preferia a estreia de Ribas, até porque este jogo estava a pedir um jogador forte nos duelos dentro da área, mas isso era eu...). E o Búlgaro teve logo uma oportunidade flagrante de cabeça, que poderia ter originado uma história completamente diferente neste jogo, mas mais uma vez desperdiçou... e continuou a desperdiçar...

Azar dos azares, num pontapé de canto, marcou o Nacional por Rondón. Como se não bastasse, quase no final da 1ª parte, Polga "enterrou", e Candeias gelou Alvalade com o 0-2.

Pode parecer que o SCP jogou mal na 1ª parte, mas eu não concordo. O que aconteceu foi que o Nacional executou na perfeição a lição que trazia de casa, pois uma equipa só consegue jogar o que a outra deixa, seja em que desporto colectivo for. Porque o SCP poderia ter marcado 1 ou 2 golos mesmo a acabar a 1ª parte, e estariam todos a dizer que tinham jogado bem melhor, apenas porque estaria a ganhar.

Na minha opinião não jogou mal, faltou apenas eficácia no último terço do terreno. Pois na 2ª parte com mais espaço após a expulsão, seria óbvio que se pudesse criar mais oportunidades e jogar melhor. Portanto, não posso considerar que o Sporting jogou melhor na 2ª, do que na 1ª, pelo menos até à expulsão. Expulsão essa que já veio tardia, porque com o mesmo critério do amarelo ao JP na 1ªparte, mais nacionalistas teriam que vir para a rua. Defender bem sim, dar porrada é que não.

Em conclusão, acho que o Sporting não ganhou, apenas e só porque não foi eficaz. Faltou um matador na frente de ataque. Matador esse que Bojinov já provou que não pode ser. Ainda assim, acho que os leões podem perfeitamente resolver as coisas na Madeira, assim o "galo" nos deixe de vez.



1 comentário:

DaCosta disse...

O seu blog também foi adicionado. Pois parece que acertei infelizmente, preferia ter errado completamente, mas faz mesmo falta o Rinaudo no meio campo.

SL

Enviar um comentário

Época 2017-2018 | Jogo de Apresentação

Depois do Estágio na Suíça, onde as coisas correram dentro daquilo que é normal nesta altura, embora hajam sempre adeptos mais impacientes ...