Sejam inteligentes nos assobios!

Começa a ser um hábito no Estádio Alvalade XXI, onde quando as coisas não estão a sair bem à equipa, a massa adepta presente no Estádio cria um ambiente insuportável e deprimente, com assobios atrás de assobios e insultos aos profissionais do Sporting.que tornam as coisas ainda mais complicadas, ainda para mais tendo em conta a juventude e pouco tempo de clube, que muitos dos jogadores leoninos têm, e acreditem que não é com esse tipo de comportamentos que a equipa vai melhorar a sua exibição, pois só estão a fazer um favor aos adversários que lá se deslocam, pois apercebem-se da intranquilidade dos nossos jogadores.

Porquê que isto só se vê nos grandes jogos?

Ainda menos se percebe, quando neste último jogo com o Paços, era o primeiro jogo da era Sá Pinto em Alvalade e ele merecia outro tipo de estreia. Seriam legítimos esses assobios se os jogadores acusassem falta de empenho, falta de garra, mas isso não se verificou, e as dificuldades da equipa têm muito mais a ver com a falta de alguns jogadores essenciais para furar uma muralha como a que o Paços montou neste jogo, bem como a falta de confiança gritante em alguns jogadores, que só se agrava com os assobios.

Chega a um ponto que já não se percebe a quem são dirigidos tais apupos, se ao treinador (não se justifica), se aos jogadores (temos uma equipa jovem e com 19 novos jogadores, com lesões constantes em jogadores chave), ou aos dirigentes (se é este o caso, não é durante os 90 minutos que o devem fazer, pois não faz sentido nenhum, e sim no final da partida).

Nos outros estádio é criado um "inferno" de apoio ás suas cores e de "pressão" à equipa de arbitragem, no nosso Estádio, é criado o "inferno" aos nossos jogadores, treinador e dirigentes, e neste jogo específico com o Paços o público até deixou este árbitro gozar com o Sporting e sair do estádio ser ter ouvido os devidos assobios e apupos que merecia, pois os "nossos adeptos" (ás vezes tenho dúvidas se são mesmo adeptos do Sporting) preocuparam-se mais a apupar os nossos jogadores.

Questionado sobre isso na "Flash", Sá Pinto disse que os adeptos têm legitimidade para o fazer, mas também já veio hoje dizer que isso só complica mais as coisas, e com toda a razão.

Eu senti na pele, e vivi os 18 anos em que o Sporting não conseguiu ser campeão (1982-2000), com equipas por vezes muito inferiores ás dos últimos anos, e nunca assisti a este lamentável comportamento daquela a que eu chamo uma "Nova Geração de Adeptos", que só apoiam quando a equipa está a jogar bem, ou quando obtém bons resultados (é certo que a equipa também tem que puxar pelos adeptos, mas é muito mais o contrário que tem que acontecer, pois é para isso que eles servem, para apoiar).

Ao contrário de que dizem alguns comentários aos meus artigos, eu não tenho nada contra a juventude leonina, e não me estou a referir à claque, mas sim aos jovens adeptos, que são aqueles que sofrem mais pelo clube, como é normal, pois têm todos os dias que se confrontar com jovens adeptos dos clubes rivais, e é muito complicado para eles lidar com todo este clima de instabilidade que rodeia o nosso Grande Clube, e com as provocações naturais dos seus amigos adeptos dos outros clubes.

A estes só peço que não se deixem levar por aquilo que ouvem e lêem todos os dias nos jornais e na televisão, porque o Sporting não é tratado com o mesmo respeito que os nossos rivais, e a nossa equipa não é tão má, nem joga tão mal como se quer fazer passar, o que acontece é que quando jogamos mal, perdemos ou só contamos mesmo connosco, enquanto que os nossos rivais têm sempre umas benesses. Há décadas que é assim, e assim vai continuar, se nós nos entretermos mais a criticar-nos uns aos outros dentro do Sporting, do que em atacar o SISTEMA ( e ele continua a existir ) instalado no futebol português, não vamos a lado nenhum.

O Sporting partiu para esta temporada em clara desvantagem perante os rivais, e poderíamos e devíamos nesta altura estar a 5 ou 6 pontos apenas do 1º, que seria a distância justa, e a confiança e motivação seria outra, para esta recta final. Estamos a 13, e os sportinguistas esqueceram-se dos 5/6 pontos que nos foram "subtraidos" no início da temporada, esqueceram-se das grandes exibições que se seguiram, esqueceram-se das boas exibições com Porto e Benfica, em jogos que só não vencemos por questões de pormenor, e não por termos jogado menos. Isto conduziu, somado ao injusto atraso de 5 pontos, a um atraso pontual de mais de 10 pontos que mergulhou o Sporting numa onda de desconfiança, apoiada pela nossa "amiga" imprensa nacional, bem como a quantidade de lesões que surgiram em jogadores chave como Schaars, Wolfswinkel e sobretudo Rinaudo. Será que os jogadores desaprenderam de jogar bem? A memória dos adeptos leoninos não pode ser tão curta... Temos que estar unidos! Chega de revoluções!

A UNIÃO FAZ A FORÇA!

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Algo de inimaginável há 3 anos atrás

MERCENÁRIOS, é a palavra acertada