quinta-feira, 19 de abril de 2012

20 minutos de futebol fantástico merecia mais!


Sporting mostrou hoje à Europa e principalmente aos muitos portugueses invejosos que juntamente com alguma imprensa tendenciosa, tentam empurrar este clube para baixo, que o Sporting é um GRANDIOSO CLUBE, e não só em termos internos, mas em termos europeus e mundiais.

Hoje defrontámos uma das melhores equipas desta temporada na Liga espanhola e que está a fazer uma carreira brilhante nesta Liga Europa, e no balanço geral fomos amplamente superiores em vários capítulos de jogo, excepto na eficácia, pois se a tivéssemos tido, o resultado seria bem mais avolumado a nosso favor.

Para além disso, dois jogadores espanhóis foram poupados ao segundo cartão amarelo, bem como ficou uma grande penalidade por marcar, e a história poderia ser bastante diferente.

Insúa foi para mim o melhor jogador em campo,  juntamente com o capitão Polga (simplesmente impecável), pois foram aqueles que mantiveram o nível ao longo de toda a partida, inclusive naquele período em que o Sporting parecia ter entregue o jogo. O golo de Insúa transformou a equipa do Sporting, que fez a partir desse momento uma exibição só ao nível das grandes equipas europeias, conseguindo fazer aquilo que mais ninguém conseguira esta época à equipa do Bilbao, dar a volta ao resultado. Nem o colosso Barcelona o conseguira, empatando a duas bolas, com esta equipa. E se aquela bola de Carrillo tem entrado...

João Pereira foi também um autêntico leão à solta, e conseguiu diversas vezes criar desequilíbrios na defesa contrária. O amarelo que viu pode ser fatal no caso do Sporting atingir a final. Schaars e Izmailov foram os pêndulos do meio campo, com inúmeras recuperações de bola, André Martins também fez uma primeira parte muito boa, caindo um pouco na segunda, mas também estamos a falar de um jovem jogador, com a missão de render o grande Matigoal. 

Wolfswinkel esteve desastrado na finalização, e só por isso o Sporting não fez hoje um resultado histórico. Em tudo o resto esteve fantástico, com raça, lutando e disputando cada bola, conseguindo desestabilizar os centrais do Bilbao com as suas movimentações. Quanto a mim, faltam-lhe alguns atributos técnicos para ser um ponta-de-lança de topo, mas também não é motivo para se começar já a criticar e assobiar o "Iceman", que é apenas o goleador mor em Alvalade esta época.

Capel esteve igual a si próprio, um pouco apagado na primeira parte, mas surgindo no período em que a equipa mais precisava, empurrando a equipa para a frente, transportando a bola em velocidade e marcando um golo soberbo, que deu a vitória à equipa, e foi pena ter saído, provavelmente esgotado, pois poderia ter sido útil pela forma como o jogo estava a decorrer.

Xandão apesar de uma ou outra falha também deu consistência ao sector defensivo, conseguindo alguns cortes importantes. Carriço esteve também impecável e apenas foi substituído por questões estratégicas, pois era necessário dar a volta ao marcador.

Dos jogadores que entraram, foi Carrillo o que mais se destacou e teve nos pés o golo que poderia dar uma vantagem decisiva para a 2ª mão, e daria ao marcador um aspecto mais justo.

A eliminatória está em aberto, embora o empate sirva para o Sporting chegar à final. Será importante marcar pelo menos um golo em Bilbao.

Sem comentários:

Enviar um comentário

O meu onze para hoje. Marselha vs Sporting

O Sporting 2017-2018 vai ganhando forma, e hoje é dia de mais um jogo amigável, agora diante dos franceses do Olimpique Marseille. Depo...