domingo, 13 de maio de 2012

Muita festa e "Tricky" van Wolfswinkel


Jogaram de Início: Patrício, J.Pereira, Insúa, Xandão e Carriço, Elias, Schaars e Matias, Carrillo, Jeffren e Wolfswinkel.

Entraram: Capel, Evaldo e o guardião Tiago para as despedidas...

Este jogo só vem provar que estas equipas ficaram com posições invertidas na tabela classificativa. Apesar do valor do Braga e daquele período brilhante de 13 vitórias consecutivas, a meu ver, este Sporting merecia mais, pois ficou a perfeita sensação que esta classificação final é mentirosa, e não apenas no que diz respeito ao 3º e 4º lugares. Olhando para frieza dos números finais, esta vitória não chegaria para a Champions, mesmo vencendo no Dragão, pois em igualdade pontual, o Braga teria ficada na frente.

A meu ver, e esquecendo as responsabilidades alheias e olhando para dentro, foi na eficácia, e principalmente nos jogos fora, que o Sporting que o Sporting mais pecou. Apenas 47 golos marcados, sendo que 32 foram em Alvalade, e fora com 15 marcados e 17 sofridos, deu mesmo saldo negativo nos jogos em terreno alheio. Para que o Sporting no futuro posso realmente lutar pelo 1º lugar, terá que aumentar os índices de produtividade nos jogas fora de casa, e para isso precisa de mais um bom avançado.

Quanto à defesa que toda a gente criticou, e que tantas mudança sofreu, foi a 2ª menos batida deste campeonato.

Ricky van Wolfswinkel (O homem do jogo)

Ao fazer um hattrick, o holandês termina o campeonato com chave de ouro, tendo feito um época surpreendente tendo em conta que se trata de um jovem jogador, batendo inclusive a marca de Liedson na sua primeira temporada. Para além disso, com estes 3 golos, ultrapassou João Tomás e James na tabela dos goleadores, ficando a apenas 2 golos de Hulk (será que é assim tão incrível?).
Os críticos afirmam que Ricky só marca muito de penalty, mas Hulk (com 7) marcou mais golos de grande penalidade que o holandês (marcou 5), e Cardozo também apontou 5 golos daquela marca (fora os que falhou). Wolfswinkel marcou sim mais alguns de penalty, mas em outras competições, mas ao todo facturou 25 golos, uma belíssima marca para época de estreia (Postiga precisou de 3 épocas para tal feito).

A um ponta-de-lança não se pede que ande ali com rodriguinhos e festinhas à bola, até porque o holandês não é dotado de grandes atributos técnicos, mas é acima de tudo, inteligente, oportunista e movimenta-se como poucos na frente de ataque.

Em conclusão, o Sporting não conseguiu os seus objectivos nesta Liga, por erros próprios e alheios, mas ganhou sobretudo: uma equipa, um treinador e o respeito dos adeptos.


Sem comentários:

Enviar um comentário

Época 2017-2018 | Jogo de Apresentação

Depois do Estágio na Suíça, onde as coisas correram dentro daquilo que é normal nesta altura, embora hajam sempre adeptos mais impacientes ...