Teremos um 4-4-2 ou um 4-3-3?


Quem percebe minimamente de sistemas tácticos no futebol, entende que quando se fala em 4-3-3, estamos a falar de 4 defesas, 3 médios e 3 avançados. Na teoria há muita gente que pode dizer que este ou aquele clube joga em 4-3-3, mas são muito poucos os que realmente o fazem, pois trata-se de um sistema de risco, onde os 3 médios têm que ter grande capacidade de recuperação de bola, muitos fortes no passe e nas transições, para além de se lhes exigir concentração máxima, do 1º ao último minuto de jogo. Muito poucos clubes conseguem ter um nº suficiente de jogadores com estas características, para jogar neste sistema, até porque não se pode contar só com os 3 titulares.

Para além disso, a responsabilidade pedida aos extremos, nas ajudas aos laterais na hora de defender, não está ao alcance de todos, até porque a maioria dos extremos têm alguma dificuldade neste aspecto. Daí muitas vezes os treinadores optarem por colocar numa das alas, um jogador com maior capacidade de recuperação, que é o que acontece muitas vezes com Izmailov, a ser colocado muito mais vezes como ala, do que como médio centro, devido precisamente ás suas características. Noutras alturas optou-se por Pereirinha, ou até mesmo por Evaldo, jogando o Sporting com laterais pela esquerda, avançando Insúa. São claras as dificuldades em termos de equilíbrio no meio campo, quando o Sporting joga com Capel e Carrillo de início.


Além do mais, no 4-3-3 deixa de fazer sentido o tradicional nº10, que joga nas costas dos avançados, possuidor de grande técnica e genialidade, mas que depois não gosta muito de trabalhar defensivamente, nem tem a agressividade necessária para o fazer (ex: Matias Fernandez). As coisas podem correr bem, quando se joga em casa, e perante uma equipa pouco agressiva, e com o meio campo pouco povoado, o que é raro no nosso país, onde a maior parte joga num 4-5-1 (ou nas suas variantes, 4-2-3-1 ou 4-1-4-1). 

Até mesmo para pressionar alto, este sistema se torna muito perigoso, quando não se possui os jogadores adequados para o fazer. Foi um pouco o que condenou Domingos e o Sporting no início de época, agravado com a lesão de Rinaudo (jogador que vale por dois naquele meio-campo).

Penso que foi um pouco isto que Sá Pinto corrigiu, e deu-se muito melhor, pois percebeu que o talento de Matias não podia ser desperdiçado na recuperação de bolas no meio campo, e então recuou mais a equipa, passando a jogar com um bloco médio/baixo, defendendo num 4-4-2, com os extremos a serem obrigados a recuar para Médios ala, e fazendo uma pressão mais central com Matias nas costas de Wolfswinkel. Resultou com isto que o Sporting quando defrontou equipas mais fortes, denotou grande apetência para o contra-ataque, porque atraía o adversário para o seu meio-campo e depois desferia muitos golpes em transições, utilizando a velocidade dos seus alas. O melhor período coincidiu também com o bom momento de Izmailov, que actuava pela direita, com Capel pela esquerda, deixando o Sporting muito equilibrado. A capacidade de recuperação de Elias (Carriço ou A.Martins na Europa) e Schaars era suficiente para a zona central.

O problema deu-se frente a equipas que meteram o "autocarro", e aqui há claramente que arranjar um Plano B, onde o envolvimento terá que ser outro, com maior dinâmica e movimentação na frente de ataque, colocando dois avançados centro, um mais fixo e com bom jogo de cabeça, alternando entre o jogo directo e jogo pelas alas, obrigando o adversário a recuar cada vez mais as suas linhas e evitando entrar pela zona central, onde se pode perder a bola e sofrer calafrios em transição.

É aqui que o Sporting tem que se reforçar, contratando um avançado com boa capacidade física e forte no jogo aéreo, que possa concluir os inúmeros cruzamentos efectuados por Capel, Insúa e Carrillo, principalmente. Um central rápido, e forte a sair a jogar, também é indispensável, para que o Sporting possa nestas ocasiões jogar com a linha defensiva mais subida.

Comentários

JR disse…
Parabéns pelo Blog! Talvez o melhor blog relacionado com o Sporting.


SL
Vitor Santos disse…
Bom dia realmente estou impressionado o blog é muito bom as suas analizes são realmente de alguem que percebe e sabe falar de futebol .

Mensagens populares deste blogue

Algo de inimaginável há 3 anos atrás

MERCENÁRIOS, é a palavra acertada