segunda-feira, 11 de junho de 2012

As dúvidas de Adrien têm fundamento!

Para mim, a situação de Adrien é muito simples. Devido ás circunstâncias, neste momento não tem lugar no plantel do Sporting, numa perspectiva de uma utilização regular. Adrien é claramente um "8", que até pode jogar a "10", mas neste momento essas posições estão muito bem preenchidas no Sporting, excepção feita à posição de trinco, onde apenas existe uma opção credível, Rinaudo. O problema é que Adrien não é um trinco e não está disposto a viver uma época na sombra de jogadores como Schaars, Labyad ou Elias, como é lógico. Adrien tem características de um líder, de um patrão do meio-campo, e é assim que consegue soltar-se e partir para grandes exibições, como as que protagonizou na Académica. O problema é que o Sporting não é a Académica, e neste momento já existe para mim um claro patrão no meio-campo leonino que é Stijn Schaars.

Aqueles que no passado criticaram o Sporting pela "excessiva" aposta nos jovens da Academia, não podem vir agora criticar, porque esta direcção fez-lhes a vontade, indo buscar internacionais de outros países, com qualidade, aproximando o clube daquilo que se transformaram os nossos rivais, um clube com predominância estrangeira. Defendiam "os tais" críticos que os nossos jovens não tinham qualidade suficiente para vestir a camisola leonina, alguns já na casa dos 22/23 anos, como são exemplos, Carriço, Adrien e André Santos. Agora que começam a ser cobiçados, pois estão a atingir a sua maturidade, lá vêm "os tais" criticar o clube por deixá-los sair, com medo que fujam para um dos rivais.

O problema é que uma boa parte dos adeptos leoninos, não sabe dar valor ao que tem em casa, aos seus activos, e quando estes se fartam de ser enxovalhados na sua própria casa (os profissionais do assobio em Alvalade fazem esse trabalho), e querem sair para um lugar onde são respeitados e valorizados, vêm logo culpar este ou aquele de incompetência, quando "os tais" têm grande responsabilidade por estes jovens já não se sentirem bem, em sua própria casa.


Alguns dos jovens que vão surgindo no plantel do Sporting, já estão à mais de 8 anos no clube, tendo feito todo o percurso das camadas jovens, alimentando o sonho de um dia se estrear pela equipa principal. Quando finalmente o conseguem, muitas vezes o que acontece é que não são devidamente respeitados e acarinhados pelos seus próprios adeptos, que não lhes perdoam ao mínimo erro, mas em contrapartida são muito pacientes com um qualquer jovem estrangeiro que apareça a retirar espaço a estes jovens, que no passado conquistaram títulos e sofreram pelo clube de todos nós nos escalões mais jovens. Como se devem ter sentido Carriço ou Adrien, ao serem assobiados quando entravam ou eram substituídos em Alvalade ainda na temporada transacta (2010/2011), ao serem enxovalhados pelos seus adeptos na "blogosfera leonina", sim porque eles também têm os seus computadores com acesso à Internet, e também sabem ler...

Os jogadores têm ambição e vontade própria, e se não conseguem mostrar o seu valor no clube que o formou, porque a lei do mercado e da concorrência, obriga o clube a ir buscar jogadores já com experiência adquirida ao estrangeiro, compreendo perfeitamente que procurem a felicidade em outro local, e o Sporting nada pode fazer para o impedir, pois não pode manter eternamente estes jogadores emprestados, não tirando qualquer benefício disso.

Todos os anos, mais de uma dezena de jogadores termina o seu percurso nas camadas jovens do Sporting, atingindo a idade sénior, e é impossível ao clube ter um aproveitamento de todos eles, ou impedir que alguns  acabem por aparecer mais tarde nos nossos rivais. É fácil vir depois criticar que o Sporting não soube aproveitar os jovens que formou, mas o problema é que não há espaço para todos, e alguns apenas atingem o seu auge, a partir dos 24/25 anos. É a lei da vida...

1 comentário:

Bruno P. disse...

Inteiramente de acordo! Temos, em geral, pouca paciência para os jovens que forma-mos (um exemplo gritante que me vem de imediato à lembrança é o Nani a ser assobiado num dos seus ultimos jogos em Alvalade e hoje é o jogador que é!), e neste caso, o Adrien não teria à partida estatuto de titular. É certo que há a saída de Adrien, mas regressará Luis Aguiar e chegará Labyad.
O Sporting não pode dar-se ao luxo de ter jogadores parados com a idade e qualidade do André Santos e do Adrien, por isso merecem actuar noutros clubes, quer seja por empréstimo ou por um encaixe financeiro positivo.
Temos que ter um plantel não muito vasto longo e aproveitar, quando necessário, as rotinas dos jovens que alinharão na equipa B (quiça como o João Mário, entre outros).

Enviar um comentário

PES 2018 | Kits do Sporting CP 2017-2018

Como não encontrei em mais lado nenhum resolvi fazer os kits do Sporting e partilhar convosco. Não estão perfeitos, mas para já desenrascam....