Hoje temos que mostrar que estamos na luta



Este seria o meu "onze" caso Izmailov esteja a 100%

Hoje é daqueles dias em que não há volta a dar, e só a vitória poderá catapultar o Sporting para uma série de bons resultados, colocando a equipa nos lugares cimeiros. Sendo que a derrota poderá mergulhar o clube numa crise ainda mais profunda e de consequências imprevisíveis. O empate não seria dramático, mas colocaria a equipa já a 5 pontos do primeiro.

Com a lesão de Boulahrouz, que é um pouco preocupante, dado que tem sido titular em todos os jogos realizados até agora, mostrando ser o patrão da defesa, equilibrando um pouco a juventude dos seus colegas de sector, a alternativa seria quanto a mim Xandão, até para não fragilizar equipa nos lances de jogo aéreo. Mas não me espantaria que Sá Pinto apostasse em Carriço para o centro da defesa, para acrescentar velocidade aquele sector, pois foi explorando a falta de velocidade dos centrais leoninos na época passada (Xandão e Onyewu), que o Marítimo conseguiu vencer o Sporting. A meu ver, Rojo compensaria a falta de "rins" de Xandão que por sua vez daria consistência ao jogo aéreo defensivo e ofensivo do Sporting.

No caso de jogar Carriço, penso que deveria entrar Gelson, em detrimento de Adrien ou Izmailov, caso o russo ainda não esteja em boa condição.

Jogar com Capel e Carrillo neste jogo, seria para mim também um grande risco, pois penso que Carrillo apesar de se apresentar em boa forma, quanto a mim não é jogador para jogar a titular nos jogos fora de casa, e muito menos os 90 minutos, pois "desaparece" muitas vezes do jogo, e perde a bola demasiadas vezes em transição ofensiva, originando contra-ataques perigosos do adversário. Seria para mim um excelente substituto de Capel neste jogo. Labyad ou mesmo Viola, seriam para mim as melhores opções para actuar na ala direita, pois continuo a achar que o marroquino não é, nem nunca será um "10", pois trata-se de um jogador de explosão e repentismos,  que necessita de alguma liberdade de movimentos, e que gosta de utilizar movimentos da ala para o interior, procurando o remate da meia distância. Não sendo também um extremo, parece-me a mim, ser claramente um médio interior/médio ala, que pode actuar em ambos os lados e que encaixa na perfeição num 4-4-2, ou num 4-1-4-1, que Sá Pinto utiliza em vários momentos do jogo, e em determinados jogos. É um desperdício ver Labyad no banco, com Carrillo a ser muitas vezes displicente, apesar dos vários momentos de qualidade que proporciona ao longo do jogo. Mas isso não chega, e há que ser constante nas suas acções. Noutras alturas Vukcevic foi criticado pelas mesmas razões.

Com Labyad e Izmailov, o futebol do Sporting ganharia imenso em dinâmica, velocidade e simplicidade de processos. Mas isto sou eu a ver as coisas, não estando diariamente com os jogadores, nem por dentro daquilo que se passa no interior da equipa.

Vamos aguardar pelas 20:15h...

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Algo de inimaginável há 3 anos atrás

MERCENÁRIOS, é a palavra acertada