terça-feira, 27 de novembro de 2012

Só houve Sporting na 2ª parte...

Vercauteren apostou exactamente no onze que defrontou o Braga em Alvalade, e o Sporting até entrou bem no jogo, mas mais uma vez não aproveitou o balanço para colocar mais gente na frente e marcar um golo, pois apesar do domínio nos primeiros 20 minutos, não criou grandes oportunidades. Wolfswinkel já se viu que não é jogador para resolver as coisas sozinho na frente, como era por exemplo Liedson, apesar de achar que há muito adeptos leoninos que estão a ser tremendamente injustos com o holandês, como já foram no passado com o Postiga, com os resultados desastrosos em termos financeiros que isso deu, com a direcção a deixar o jogador sair ao "preço da banana", pois este já não se sentia bem em Alvalade.
Aqueles dois golos num espaço de 5 minutos, foram um murro no estômago de uma equipa que já se encontra num estado anímico deplorável, e a forma como a equipa entrou e respondeu na 2ª parte, mostra que ainda existe chama neste grupo de trabalho, que quanto a mim só precisa de ganhar 2 ou 3 jogos seguidos para definitivamente acordar e mostrar que existe grande qualidade neste plantel. Excelente o golo de Xandão (redimindo-se da falha defensiva no 1º golo), e Eric Dier mais uma vez a ser decisivo, desta vez marcando um golo extremamente importante e que poderia ter levado o Sporting para a vitória, não fora o desperdício de mais 2 ou 3 claras ocasiões de golo. Neste momento estaríamos a 4 pontos do Braga e em 6º lugar, com a Champions perfeitamente ao alcance. 

Rinaudo foi para mim o melhor em campo, pois foi ele que com a sua garra e atitude contagiou a equipa para ir para cima do Moreirense na 2ª parte, e só não percebo o porquê de não estar a jogar de início. Pranjic neste jogo foi uma nulidade, desiludindo-me um pouco, pois é um jogador que aprecio.

Também não estou satisfeito com a actual situação, preferia que esta direcção saísse, pois o seu projecto falhou rotundamente, mas é preciso ver se isso será bom para o clube nesta altura, pois o clube ficaria durante 1 ou 2 meses à deriva, com as consequências que daí poderiam advir. Aqueles que dizem que "pior não pode ficar", já o diziam quando Sá Pinto foi demitido e parece que não fomos para melhor...



sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Mais do mesmo! Idiotice ao mais alto nível...


Aí estão eles! Sempre os mesmos e sempre à espera de uma oportunidade para virem apontar o dedo.

É isto é que tem que acabar de uma vez por todas.

Só há uma solução... Levantar a cabeça!


Recuso lamechices ou arranjar bodes expiatórios. A culpa é de todos, e de um conjunto de muitos e determinados factores. Há um caminho, há grandes obstáculos, há que os transpor, mas só com união é que o Sporting irá conseguir sair desta crise que parece nunca a acabar.

Culpados? São todos! Desde o adepto que vai a Alvalade assobiar e "pedir/exigir" a cabeça deste ou daquele, até aos dirigentes e os próprios jogadores. Não adianta apontar o dedo, porque esse é o caminho mais fácil, temos sim que entre todos encontrar aquelas que são as melhores soluções e deixar-nos de divisões. Se isso não acontecer, esta crise irá prolongar-se no tempo, para gáudio dos nossos rivais e de muito mais gente que se alimenta da actual situação do Sporting e que tudo vai fazer para que ela se mantenha assim.

Liga Europa por um canudo: BASILEIA 3-0 SPORTING

O resultado foi mau demais, a exibição também, principalmente a partir do momento em que a jogar contra 10, o Sporting sofre o 2º e o 3º golos. Continuamos a não aproveitar oportunidades flagrantes em momentos chave do jogo, e depois a sofrer golos de forma incrível, com os adversários a ser implacáveis na forma como aproveitam erros infantis da nossa equipa. Será isto também da responsabilidade dos actuais dirigentes? Será que os próprios sportinguistas não têm também a sua percentagem de culpa, pela forma como criam constantemente instabilidade de fora para dentro do clube, exigindo revoluções constantes, não dando tempo ás pessoas de trabalhar e consolidar os seus métodos e ideias?

Não seria hora de todos se remeterem ao silêncio absoluto, incluindo antigas figuras do clube que constantemente procuram protagonismo vindo para a praça pública criticar o clube, e limitarem-se a ir aos estádios gritar bem alto: SPORTING, SPORTING, SPORTING!

...


segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Super Slim a caminho do Sporting?

Islam Slimani, é internacional argelino, avançado com 1,86m de altura, com um grande faro para o golo, e segundo a imprensa desportiva poderá estar na lista do Sporting para reforçar o ataque em Janeiro.

Para já não passa de mais um rumor, tendo o jogador confirmado que houve contactos com o seu empresário.





Apenas deixo ficar este vídeo que encontrei no Youtube:


Parece um jogador interessante...

REFORÇOS?! Só de for mesmo um ponta-de-lança...


A condição financeira actual do nosso clube exige contenção. A meu ver a única forma de se poder ir buscar um ou dois jogadores no mercado de Inverno, será dispensando alguns jogadores de sectores que estão com "excessiva competitividade", nomeadamente o meio-campo e as alas, e que tem sido um dos maiores problemas deste Sporting. Jogadores como Gelson, Rinaudo, Adrien, André Martins, Elias, Schaars, Izmailov ou mesmo Pranjic, são jogadores diferentes, mas de valia muito equivalente, e se dermos uma olhada pelos diferentes sítios na Internet onde se discute futebol, é muito difícil encontrar unanimidade acerca dos jogadores que devem actuar no miolo.

Também nas alas, existe grande divisão acerca de quem deverão ser os extremos, ou médios ala no caso de jogarmos em 4-3-3 ou num 4-4-2. Carrillo e Capel são os preferidos, mas a equipa perde muita vez o equilíbrio entre a defesa e o ataque, quando ambos actuam em simultâneo, por não serem consistentes ao longo de toda a partida. Há ainda quem defenda que deve jogar Jeffren, mas não podemos esquecer que ainda há Labyad, Izmailov e Pranjic, que também podem jogar nas alas e dar maior equilíbrio ao meio-campo do Sporting. Recordo que o melhor período leonino a temporada transacta, foi com Izmailov a jogar na direita, Capel na esquerda e Matias como médio ofensivo atrás de Wolfswinkel. Isto dava um grande equilíbrio entre defesa e ataque, em ambas as alas, com o meio a ficar entregue a Schaars e Elias.

Para o Sporting jogar em 4-3-3 com Capel e Carrillo ou Jeffren, precisa de jogar com 3 médios de grande capacidade física e técnica, que consigam desdobrar-se em tarefas ofensivas e defensivas, fazendo as dobras aos alas que não têm hábitos defensivos e a concentração competitiva necessária ao longo de todo o jogo, como são os casos dos extremos leoninos. Compreendi perfeitamente Sá Pinto, quando este inicialmente apostou num meio campo mais "duro", com Rinaudo, Elias e Adrien. Se pudesse-mos contar com um Izmailov a 100%, para a posição'10', o problema estaria resolvido. 

Penso que Vercauteren já terá identificado o problema, daí a inclusão de Pranjic na posição de médio organizador de jogo, posição essa que não é estranha ao croata, pois foi aí que se notabilizou antes de ingressar no Bayern.

A haver reforços em Janeiro, posições como o centro da defesa e do ataque, deverão ser os alvos principais dos responsáveis leoninos. É necessário um central que faça a diferença no jogo aéreo, que marque golos, e um avançado de características diferentes do holandês, e também ele forte no jogo aéreo e com capacidade de segurar jogo na frente de ataque, para um jogo mais directo quando tal for necessário.

É a minha opinião, mas pode haver outras...

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Estes dois têm que jogar sempre ou quase...


São dois jogadores que aprecio bastante, quer pela sua qualidade de passe e cultura táctica, quer pelo seu profissionalismo. E dois jogadores como estes, com toda a sua experiência e inteligência, têm que ter lugar neste Sporting.

No caso de Schaars, já o vimos em melhor forma na temporada passada, mas penso estar agora a regressar à sua melhor forma e isso notou-se nestes últimos jogos, embora a expulsão (injusta) com o Genk tenha manchado a sua exibição. Schaars é um Sr. dentro e fora das 4 linhas, e compreendi perfeitamente as palavras dele, quando disse que com Sá Pinto os treinos eram pouco intensos... Talvez ele tenha sentido que  o seu baixo rendimento tivesse a ver com o facto de estar a trabalhar com pouca intensidade, algo que na Holanda e com Domingos não acontecia.

Pranjic, sempre o vi como um médio, e não como um lateral esquerdo, embora possa desempenhar a função, mas não tem as rotinas nem a agressividade necessárias para o lugar, como ficou bem evidente em alguns jogos onde comprometeu, tentando sair a jogar em zonas onde não se pode inventar. Já a jogar como médio, sente-se "como peixe na água" e é aí que que se nota toda a sua qualidade técnica e táctica, com boa visão de jogo, jogando de forma simples e eficaz, e trazendo também criatividade ao meio campo leonino. Vercauteren, não podendo contar com Izmailov, decidiu e bem, apostar no croata para a posição '10', e ganhou a aposta. Adrien pode desempenhar a função, mas para mim será sempre uma alternativa a Schaars ou Elias, enquanto André Martins denota ainda alguma imaturidade e fragilidade física. Labyad é muito mais um médio ala que um '10', e o futuro vai-me dar razão.

Deixo aqui ficar um vídeo dos tempos de Pranjic a jogar como médio ofensivo:


Uma jóia não?

terça-feira, 13 de novembro de 2012

Wallpaper do GRANDE Rui Patrício !


Porque ele merece!

Aqueles que outrora o criticaram e achincalharam, desde "paineleiros", comentaristas, jornalistas e até mesmo sportinguistas (honra seja feita a Paulo Bento), deveriam agora retratar-se e reconhecer que este homem é já um dos melhores da Europa e do Mundo.

40 cartões?! Isto condiciona amigos, ACORDEM!


Tabela retirada do site da Liga Profissional de Futebol

Depois de ler o comunicado do Sporting Clube de Portugal, fui-me certificar, e constatei que realmente isto começa a ser ridículo e um facto que não há memória no futebol do Sporting.

Será que temos assim uma equipa tão violenta?

Será que os do Norte são assim tão "santinhos"?

Não será isto um movimento "articulado" para "afundar" o nosso clube, aproveitando as nossas fragilidades?

Mesmo não estando bem, não merecia o Sporting ter mais 7 ou 8 pontos?

ZERO grandes penalidades a favor, 3 contra?

ABRAM OS OLHOS AMIGOS SPORTINGUISTAS!!

DEIXEM DE ATACAR O CLUBE, JÁ CHEGA!

ATAQUEM QUEM DEVE SER ATACADO!





domingo, 11 de novembro de 2012

Finalmente a vitória, algum bom futebol e também fortuna

Wolfswinkel responde com trabalho e com golos aos críticos...

O Sporting ganha um jogo com um pseudo-benefício, que mesmo que hipoteticamente tendo acontecido, não apaga o mal que esta personagem do apito fez na temporada passada ao Sporting, no Dragão. Somos claramente a equipa que jamais pode ser beneficiada, e que nunca tem o direito de se queixar das arbitragens. Mas adiante...

Finalmente alguma estabilidade no miolo e na defesa leonina, com a manutenção de Elias e Schaars no "miolo", e apenas havendo alterações em sectores afectados por lesões. Muito bem vinda a inclusão de Pranjic no meio-campo, que é onde deve jogar e não como defesa esquerdo, pois tem excelente qualidade de passe e leitura de jogo. Carrillo também regressou em grande, fazendo excelente primeira parte e caindo um pouco na 2ª, aliás como é hábito e quanto a mim é jogador para jogar no máximo 60 minutos de jogo, ou para entrar a meio do jogo. Capel manteve o nível do último jogo e só não se percebe o porquê de ter estado afastado da equipa.
A boa "surpresa" ERIC DIER

Se há razão para elogiar a criação das equipas B, este é um bom exemplo de como uma equipa B pode ser fundamental para o lançamento destes jovens. Eric mostrou personalidade, segurança e qualidade para que o Sporting esteja perfeitamente tranquilo acerca do futuro da posição de lateral direito no Sporting. Já haviam Arias e Cédric, dois jovens de inquestionável talento, mas que precisam de ser "moldados", agora temos um central/lateral de excelente qualidade a nível defensivo, e que ainda acrescenta "altura" à defesa do Sporting nas bolas paradas defensivas, e na marcação de livres ofensivos. Muito mérito também para Dominguez que apostou no central para lateral direito, e este respondeu com grande eficácia, nos últimos jogos em que jogou no Sporting B, particularmente frente ás Galinhas (versão beta).

Já seria previsível a AZIA que iria provocar para os lados de Braga, uma vitória do Sporting, que continua a mostrar aos "candidatos a clube grande", que ainda têm um longo caminho a percorrer para chegar aos calcanhares do palmarés do Leão.

É certo que tivemos alguma sorte no final, mas não apenas sorte, e sim o facto de termos entre os postes um dos melhores Guarda-redes da Europa, RUI PATRÍCIO! O melhor em campo!

De facto este jogo só não tem nota "Muito Bom" para o leão, por causa da última meia-hora em que nos deixámos dominar pelo Braga, e que quase conduzia novamente a um final dramático. Compreensível, dado o "trauma" que alguns jogadores têm vivido nos últimos tempos. Valeu a primeira parte, onde tudo poderia ter ficado mais simples, se a eficácia tem sido a melhor.





sábado, 10 de novembro de 2012

Também não é preciso tanto fatalismo...



Agora que já me passou a azia, já posso comentar mais este desastroso jogo do Sporting. Mais uma vez jogamos com um 11 diferente, e assim é impossível haver automatismos, dinâmicas, confiança,...etc.

Vamos ter que dar tempo ao tempo, e esperar que as vitórias apareçam, pois só vencendo 2 ou 3 jogos de forma convincente esta equipa poderá despertar para fazer um resto de época digno do nosso clube.

Patrício e Capel, foram de longe os melhores jogadores em campo, com o espanhol a carregar autenticamente a equipa ás costas, principalmente depois desta ficar reduzida a 10 (mais uma vez uma dualidade gritante de critérios... que mal fizemos nós para merecer isto?). Penso que apesar do futebol aos repelões e nervoso praticado pelos leões, teria sido suficiente par vencer este jogo, não fora a expulsão de Schaars e mais uma vez o fatalismo de sofrer um golo depois dos 90'. Mas o Genk já tinha avisado algumas vezes e a bola acabou por entrar. Nem os "Santos" ajudam este Sporting.

Ironicamente vamos defrontar já amanhã, uma equipa em "alta" (pelo menos ao nível do nosso campeonato), e orientada por um treinador que pôs o nosso Sporting a joga um futebol de sonho, perdendo tudo em poucos dias, quando podia ter ganho muito, e que saiu "escorraçado" de Alvalade, como se fosse ele o culpado de todos os males que aconteceram ao Sporting. José Peseiro estará desejoso de sair amanhã de Alvalade com a vitória, em jeito de uma pequena "vingança", e ao leme de um clube de dimensão muito inferior ao Sporting, mas com uma organização de um grande clube, e que joga como um grande clube deve jogar.

Estará aqui o tónico que o Sporting precisa para acordar de vez?
Terá o Sporting neste momento capacidade para dominar e vencer um equipa como o Braga em Alvalade?
Estarão os deuses e os homens do apito do nosso lado?

Mais uma vez, eu acredito! Acredito não só que podemos vencer este, como os próximos jogos.

TEMOS QUE ACREDITAR! TEMOS QUE DAR ENERGIA POSITIVA!

terça-feira, 6 de novembro de 2012

Vercauteren apenas disse a verdade...

O novo treinador do Sporting apenas precisou de um jogo no banco, para reparar na falta de atitude e qualidade demonstrada por alguns jogadores do Sporting. E há que por os "pontos nos i's" e não andar aqui a enviar poeira para os olhos das pessoas, dizendo que jogamos bem, que os jogadores foram todos brilhantes mas tiveram pouca sorte, um pouco ao jeito do que fazia Sá Pinto que criou um conjunto de jogadores mimados, pondo a fasquia da exigência muito baixa.
Não podemos por o peso todo desta situação nos dirigentes do Sporting, porque quem joga são os jogadores, e Godinho Lopes e os treinadores do Sporting não falham golos na cara do guarda-redes, nem cometem erros infantis dentro de campo. Há jogadores no Sporting com tiques de meninos mimados, demasiado frágeis psicologicamente, alguns precisando que os pais venham para a praça pública mandar recados...

Vercauteren tem que identificar as "ervas daninhas", e de uma vez por todas por ordem na casa. Outra coisa que continuo a não perceber é o que homens como Nuno Valente (oriundo da formação leonina), mas ex-jogador do Porto, com fortes amizades no clube do Dragão, está a fazer na equipa técnica do Sporting. Tenho a certeza que existem outras pessoas que passaram pelo clube, tão ou mais competentes para o lugar, e se não há, é preferível vir de fora do país. Chega de "trojans" dentro do nosso clube.

Começo a achar que o melhor mesmo é fazer "RESET" novamente...

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

+ futebol, + casos e + do mesmo...

Leão tristonho...
O Sporting não merecia mais esta derrota, nem sequer o empate. Se com a "briosa" o futebol praticado foi tão medíocre que até podemos aceitar a perda dos 3 pontos, assim como que um castigo, em Setúbal assistimos a mais um recital de outro dos "Sr.'s do Apito", que até me deixou surpreendido quando conseguiu ver aquela entrada assassina sobre Wolfswinkel, que foi novamente um mártir das entradas dos defesas contrários, embora tenha também alguma "culpa" do Sporting ter saído derrotado neste jogo, pois desperdiçou vários lances de golo, tal como Labyad já desperdiçara na primeira parte um lance na cara do guarda-redes. Mas uma vez ficou bem evidente, que o Sporting só depende de si próprio para sair desta situação deprimente, pois nada lhe vai ser dado de bandeja, como ainda esta jornada aconteceu aos 3 primeiros classificados da liga, onde ao mínimo sinal de alerta, foi concedida uma grande penalidade, em alguns casos inventada, que arrumou de vez com os adversários.

Os outros mesmo jogando mal, ganham. Porquê? Porque lhes é estendida constantemente a passadeira, porque gozam de um estatuto dentro de campo que lhes permite usar e abusar da agressividade. Porque sabem que quando precisam, basta causar o máximo de "confusão" dentro das áreas contrárias que mais tarde ou mais cedo, é feita a sua vontade. Porque na dúvida, é sempre a favor deles... Ao contrário, os adversários dos leões sabem que podem abusar das entradas mais ríspidas, que contam sempre com alguma benevolência do árbitro. Enfim...

Isto pesa meus amigos, isto causa intranquilidade nos jogadores, isto faz com que muitas vezes eles tenham medo de meter o pé, não vá o senhor do apito chatear-se. Nota-se nas reacções dos jogadores a cada lance assinalado, que já não acreditam na "seriedade" do árbitro. Ainda neste jogo no Bonfim, é assinalada uma falta a Wolfswinkel, por este ter levado uma brutal cotovelada do adversário, que por sinal já tinha cartão amarelo... talvez por isso... O Sporting está mal, mas estão a fazer muito mais mal ao Sporting, pois é tudo a empurrar para baixo, e como se não bastasse a sorte também não ajuda. Os jogadores não dizem porque não podem, mas sentem-se impotentes ao verem todas estas coisas acontecerem, e não acreditam que podem alguma vez chegar ao topo da tabela, quando vêm os outros jogos, lêem as notícias e vêm a forma diferente como são tratados dentro e fora de campo. Não vou naquela de que o Sporting apenas perde por culpa própria (frase proferida mesmo por sportinguistas, daqueles da treta...), pois embora perca sim algumas vezes por culpa própria, mas muitas outras em consequência de arbitragens "inteligentes", que condicionam o decorrer das partidas, porque um golo anulado no inicio do jogo, ou um penalty não marcado nos descontos, faz toda a diferença.

Foi Xandão e não Boulahrouz
Em termos futebolísticos...

Dentro dos nossos problemas, e falando do futebol praticado pela equipa, ele é fruto da constante instabilidade e mutações constantes quer no onze inicial, quer nas mudanças na estrutura técnica. É crucial que uma equipa estabilize um onze base, ao qual vá fazendo alterações consoante as necessidades. Temia que algo parecido com esta frequente rotação da equipa pudesse acontecer, tal o equilíbrio de valores existente em vários sectores do plantel do Sporting, pois esta rotação de jogadores é prejudicial numa equipa ainda em construção. Um treinador tem que fazer as suas opções, e não ceder a pressões externas para colocar este ou aquele jogador. Estamos quase a atingir um terço do campeonato e o Sporting ainda  não tem um onze base, uma "espinha dorsal", e o único elemento que todos sabemos que vai lá estar de início, é Rui Patrício.

Esquemas tácticos não existem... jogo aéreo péssimo...

É inadmissível que uma equipa profissional como o Sporting, não tenha jogadas combinadas nos livres, cantos, lançamentos, etc, e se as tem não parece, ou não as treina devidamente. Não há jogadores definidos para os marcar, parece que se deixa ao critério dos jogadores, e quando executam, não o fazem de forma criteriosa e concentrada. O nosso jogo aéreo é ridiculamente péssimo, todas as equipa nos ganham nesse importante factor, e exploram-no ao máximo. Wolfswinkel é uma nulidade nesse aspecto, e até mesmo os centrais não são fortes nesse particular, onde Onyewu era rei a temporada passada. Para piorar, os médios também eles são fracos na disputa de bolas pelo ar. Era um problema identificado à muito tempo, e não se percebe que não se tenha contratado jogadores a pensar nisso, e ainda por cima se tenha dispensado o melhor e mais produtivo jogador nesse particular. Com a qualidade dos jogadores que o Sporting tem nas alas, Liedson já seria certamente líder na tabela dos melhores marcadores. Inúmeros cruzamentos de qualidade efectuados quer por Insúa, quer por Cédric, Carrillo, Jeffren ou Capel, são invariavelmente perdidos para os defesas contrários.

Tudo isto somado, só pode resultar mesmo na situação lamentável em que o Sporting se encontra, e que espero se inverta o mais depressa possível. Vercauteren já deve ter identificado certamente alguns dos problemas que referi, e só espero que lhe seja dado tempo para inverter esta situação.



sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Novo treinador entra em "pressão alta"!

Do meu ponto de vista, para um treinador que entra já com a época a decorrer, a situação do Sporting favorece a implementação de métodos disciplinadores, não olhando a nomes na hora de aplicar os "castigos" ou de fazer as escolhas. Simplesmente porque a situação é tão má em termos de resultados, que qualquer derrota não será vista como consequência de a, b ou c ter ficado de fora, e sim fruto do mau momento colectivo.

A chamada de vários jogadores da equipa B, tem mais a ver com a onda de lesões que se abateu nos últimos jogos sobre a equipa, mas pode ser um sinal de alerta para os jogadores da equipa principal e não faria mal nenhum a alguns a passagem pela equipa B durante uns tempos. Espero que este treinador tenha a coragem para o fazer, bem como para lançar jogadores como Pedro Mendes, Esgaio ou Bruma na 1ª Liga. Nestes jovens pode estar a salvação financeira e desportiva do nosso Sporting, e se não for feita uma aposta forte nestes jogadores, vamos acabar por ficar sem eles de forma prematura e ao preço da "chuva".

Uma das questões que saltam à vista quando vemos o Sporting jogar, é a intensidade como o faz, com ritmo demasiado baixo e que apenas acelera consoante o desenrolar do resultado ou a aproximação do final do jogo. Se o Sporting tivesse jogado com a Académica com a mesma intensidade com que jogou os últimos 10 minutos de jogo, disputando todas a bolas de forma agressiva, e criando nos últimos minutos mais perigo que em toda a partida, com toda a certeza o resultado teria sido positivo.

Percebo agora o porquê dos 2 meses que Vercauteren pediu a GL para colocar a equipa a jogar como ele quer, e penso ser praticamente impossível fazê-lo em menos tempo. Segundo é noticiado hoje na imprensa, o belga já deu a entender que os treinos não vão ser para brincadeiras, e quem não estiver ali para trabalhar vai ter dificuldades para se afirmar. Parece-me que Vercauteren entrou agora em "pré-época", e só espero que a sorte e os resultados o ajudem agora nesta fase inicial, onde o Sporting tem que começar a ganhar para sair do fundo da tabela.

quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Godinho Lopes esclareceu, e bem!

Em entrevista à "ABolaTV " (canal que me tem surpreendido pela positiva) , Godinho Lopes finalmente veio esclarecer algumas coisas que têm intrigado a maioria dos sportinguistas. Falou de uma forma clara e directa, sem pestanejar, mostrando grande segurança no seu discurso, surpreendendo e desarmando por completo os dois jornalistas que o entrevistavam.

As saídas de Duque e Freitas

Fiquei com a perfeita sensação que GL já teria em mente esta reestruturação, no que ao futebol diz respeito,  há muito tempo, e que os dois dirigentes recentemente demitidos fizeram parte de uma estratégia inicial para vencer as eleições, e apenas pecou por tardia esta decisão que deveria ter sido tomada logo no início da temporada, e só não o foi devido ás circunstâncias e da talvez surpreendente (para alguns) capacidade inicialmente mostrada por Sá Pinto. O péssimo início de época, foi o pretexto ideal para o início da "revolução" na estrutura leonina.

 O recurso aos jogadores da B, já na próxima temporada

O presidente leonino deixou também claro que não haverá mais investimento de forma avultada na equipa de futebol, de forma a tentar ser campeão a qualquer custo, e diz mesmo que a entrada de um "aventureiro" num futuro próximo poderá ser fatal ao clube. Disse então que será feita uma aposta clara em alguns jogadores que neste momento militam na equipa B, o que a ser verdade é uma excelente notícia, pois defendo que para ir buscar jovens "promissores" ao estrangeiro, é preferível apostar na prata da casa, valorizando activos do clube e com grau de risco zero.

Sporting a uma só voz

Parece que vamos ter novamente um regime presidencialista no Sporting, o que também já deveria ter sido feito há muito tempo, pois estou farto de ouvir várias pessoas da estrutura do Sporting a falar ao mesmo tempo, e muitas vezes com pontos de vista e estilos diferentes. O Presidente deve ser a autoridade máxima e "a voz" do clube. Resta saber é se GL é o homem indicado para o lugar. Para já parece estar bastante empenhado e cheio de boas intenções e cabe-me a mim e a todos os sportinguistas dar-lhe todo o meu apoio e mais esta oportunidade. No final do seu último ano de mandato serão tiradas todas as ilações e os sportinguistas saberão eleger um novo presidente, se tal for necessário, através do voto e não do insulto ou da pouca vergonha que temos assistido no seio da família sportinguista.

Ontem fomos brindados com 2 novos jogadores

Cristiano Piccini (Ex-Bétis) Piccini  é o Lateral direito, moderno, que gosta de subir pela sua faixa apoiando o ataque, e qu...