terça-feira, 30 de julho de 2013

Ainda a apresentação... aspectos tácticos!

Em vários momentos de jogo, e o mesmo já se tinha verificado com os "B's" na Taça de Honra, o Sporting apareceu a pressionar alto o adversário, e parece-me que é uma característica que vai marcar a diferença entre o 4-3-3 (4-2-3-1 quando perde a bola) de Jardim e o de Jesualdo, que é muito mais baseado na contenção e na posse de bola, sem correr muitos riscos.

As dinâmicas ofensivas e os esquemas tácticos (bolas paradas), que Leonardo Jardim está a querer implementar, foram já visíveis neste jogo, com o Sporting a colocar muita gente em zonas de finalização, quer em contra-ataque, quer nas bolas paradas. Finalmente um treinador que dá importância clara aos esquemas tácticos, que muitas vezes são decisivos para a conquista de pontos, e o Sporting tem vários especialistas quer na colocação de bolas na área, quer na marcação de livres directos.

Esquemas tácticos ganham força em Alvalade

O primeiro golo nasce de um claro lance de "laboratório", com o Sporting a colocar 3 "torres" (Maurício, Eric e Cissé), em linha e bem junto da pequena área e mais 2 homens um pouco mais atrás. Sou apologista de que estes lances têm que ser muito bem trabalhados, pois são situações que muitas vezes desbloqueiam jogos e trazem vitórias mesmo nas alturas em que não se joga tão bem, e o Sporting tem descurado isto nos últimos anos.

Sem comentários:

Enviar um comentário

O meu onze para hoje. Marselha vs Sporting

O Sporting 2017-2018 vai ganhando forma, e hoje é dia de mais um jogo amigável, agora diante dos franceses do Olimpique Marseille. Depo...