segunda-feira, 22 de julho de 2013

Não são precisos muitos reforços, é preciso é tempo...

Todos os dias os jovens leões provenientes da melhor escola de futebol do mundo e quiçá do universo, desmentem os detractores, que afirmam que não existe qualidade entre os jogadores portugueses e que é preciso procurar no estrangeiro. Eu até concordo que se vá buscar alguns no estrangeiro, mas desde que tenham valor superior aos portugueses e não apenas "incógnitas" que nunca passam de promessas, e que custam muitos milhões aos cofres do clube.

Se estes jovens que vemos imergir no Sporting tivessem passaporte Argentino, Brasileiro, ou viessem da formação de grandes clubes europeus, mas rejeitados por estes (vá-se lá saber porquê...), estava tudo entusiasmado e/ou iludido com os "putos maravilha" contratados pelo Sporting. E eu pergunto:

Em que aspectos é que a colecção de sérvios contratados pelos nossos vizinhos da 2ª circular, são melhores que muitos destes jovens que vemos a despontar da Academia leonina?

Está na hora de valorizarmos o nosso "produto", e não andarmos sempre a dizer que o do vizinho é melhor que o nosso, pois já basta toda a propaganda enganosa promovida pela facciosa imprensa nacional.

TAÇA DE HONRA DA A.F. LISBOA

Sábado: Sporting 2 - Benfica 1 (Golos leoninos: Nuno Reis e Fokobo)

Fokobo dominou nas alturase nos duelos a meio campo...

Os miúdos comandados por Abel, deram uma amostra cabal do seu valor neste torneio "centenário", onde o Sporting é a equipa que mais vezes levou o troféu para casa. No Sábado banalizaram por completo um misto de reservas e jogadores da equipa principal das "galinhas", onde alinharam jogadores internacionais, como Sílvio, Ola John, Rodrigo, ou mesmo Roderick, Jardel e Melgarejo, que foram mesmo titulares da equipa que tudo quis e tudo perdeu, na época que terminou.

Grande golo de Fokobo
No Sporting vi pela primeira vez jogarem Samba (ou Sambinha) e Mauro Riquicho, sendo que o primeiro actuou a central e o segundo a lateral direito, e ambos mostraram qualidades. Gostei particularmente de Riquicho, que me pareceu um lateral rápido e com bons recursos técnicos, participando muito bem no ataque e sem comprometer na defesa.

Esgaio e João Mário passearam a sua classe pelo relvado da Amoreira e deram um autêntico "banho" táctico e técnico ás "promessas" do meio campo das águias. Nuno Reis, Kikas e Mica, foram uns autênticos heróis, pois alinharam praticamente na totalidade dos minutos de ambos os jogos, mostrando um pulmão e um coração dignos de verdadeiros leões, mas também grande qualidade nas suas acções. Destaque também para os golos de Reis e Fokobo (excelente exibição), ambos de cabeça e em bolas paradas, coisa rara nos últimos tempos nos leões.

Domingo (a Final): Estoril 3 - Sporting 3 [6-7 nas gp's]

Betinho mostra atributos de goleador

Betinho com 2 golos e Iuri Medeiros marcando o golo do empate, foram as figuras principais desta final que ambas as equipas encararam com a maior das importâncias, e com grande empenhamento. No final foi clara a tristeza dos jogadores do Estoril, que pretendiam vencer esta prova disputada no seu estádio. Mas o troféu veio para o museu de Alvalade, e muito graças a estes "meninos" que gritaram bem alto: 
- Nós estamos aqui! Podem contar connosco!

Quando parecia que este grupo de jogadores estava já derrotado, e já se gritavam "olés" no estádio quando o Estoril ganhava por 3-1, eis que estes jovens foram buscar forças onde parecia já não existirem (vi Esgaio e Kikas a galgar metros em velocidade depois de disputar 2 jogos em menos de 24 horas...), imergindo Iuri Medeiros e Betinho que juntamente com as entradas de alguns jogadores mais "frescos", Luka Stojanovic, Wilson Manafá, Yan Zihao (um jogador a rever...) e Pranjic, fizeram com que os leões alcançassem o empate, que diga-se foi justo e merecido. Nas grandes penalidades, foi o jovem Mickael Meira a assumir a baliza, conseguindo apenas defender uma bola, mas que se revelou importante no resultado final.

De parabéns está também o mister Abel, pela forma como conduziu estes jovens e pela motivação que lhes transmitiu e definindo o Sporting como sendo "um só", fazendo ver a estes miúdos que jogar no Sporting B não é uma despromoção, mas sim uma ponte para a equipa principal.

Honra a estes miúdos que dignificaram o nome do Sporting e a sua famosa Academia.



Sem comentários:

Enviar um comentário

Ontem fomos brindados com 2 novos jogadores

Cristiano Piccini (Ex-Bétis) Piccini  é o Lateral direito, moderno, que gosta de subir pela sua faixa apoiando o ataque, e qu...