domingo, 25 de agosto de 2013

Tarde/Noite fantástica em Coimbra. Eu estive lá!

Saí de Coimbra com uma alma do tamanho do mundo...

Apesar do local onde me encontrava não favorecer muito a visão do jogo em si e da movimentação colectiva das equipas, não deixou de ser uma experiência fantástica e o recordar dos melhores tempos de um Sporting com alma de campeão, onde a comunhão entre adeptos e equipa de futebol é audível e visivelmente fantástica. O sorriso visível na cara de cada adepto(a), mesmo antes do jogo começar, é o sinal dos tempos que se vivem actualmente em Alvalade, impensável à poucos meses atrás. Coimbra foi literalmente "invadida" e "engolida" por uma onda verde e branca, como há muitos anos não via naquela cidade aqui no centro do país.

Apesar de os méritos disto tudo terem que ser distribuídos por todos os responsáveis, salta à vista de todos um nome que estou em querer irá ficar para sempre na história e no coração de todos nós:

BRUNO DE CARVALHO!



Mas vamos ao jogo e a mais esta goleada imposta pela nossa equipa:

Leonardo Jardim apresentou um onze sem surpresas, pois já seria previsível a troca de Magrão por André Martins, depois do fraco rendimento do brasileiro na 1ª jornada, e também não me fez a vontade de colocar Dier de início, e ainda bem... porque Rojo esteve impecável.

Rui Patrício, apanhou dois ou três sustos no início, fruto de cruzamentos efectuados pelos "estudantes", em que poderia ter sofrido golo, pois a Académica tentava explorar alguma fragilidade que pudesse existir no centro da defesa leonina, particularmente na zona de acção de Rojo, que como tenho dito, tem algumas dificuldades neste tipo de lances. De resto mostrou sempre atenção e segurança entre os postes.

Cédric e Jefferson, continuam a exibir-se com uma regularidade impressionante, aliando um bom posicionamento defensivo a um atrevimento ofensivo de registar, sendo que neste jogo, Jefferson tenha sido mais incisivo nas suas penetrações pelo flanco esquerdo, ganhando mesmo uma grande penalidade. E foi também pelo lado esquerdo que o Sporting mais vezes criou perigo, principalmente na 1ª parte, com Carrillo em muito bom plano.

Rojo já merecia um golo, pela raça que tem demonstrado
No centro da defesa Maurício fez mais uma exibição segura, usando processos simples, chutando para a frente  e para fora, quando tal se impõe e raramente dando espaços aos avançados contrários.
Rojo fez talvez a sua melhor exibição esta temporada, sempre muito atento na marcação, vencendo a maior parte dos duelos individuais e saindo depois muito bem no início da construção leonina. Para abrilhantar ainda mais a sua exibição, marcou um golo muito importante, quer para a equipa, quer para si próprio. Já perto do final, Jardim ensaiou, aquilo que poderá ser uma das hipóteses para o derby que aí vem, e que eu tenho vindo a insistir há algum tempo. Entrou Dier e Rojo foi-se encostar à esquerda da defesa. Esta pode ser uma boa solução para defrontar equipas com maior capacidade ofensiva, e com extremos muito rápidos, como é o caso dos encarnados. A ver vamos...

Começa a ser um hábito, mas é inevitável dizer que William Carvalho esteve mais uma vez em grande, e foi ele, juntamente com o transfigurado Adrien, que mandaram completamente no meio-campo, durante todo o tempo de jogo. A forma aparentemente fácil com que William desarma os adversários, e como se coloca no campo, aparecendo praticamente em todo o lado, tendo como braço direito uma autêntica "carraça" como Adrien que trabalha imenso na recuperação de bola, tendo ainda tempo para lançar algumas das muitas transições que resultam do seu trabalho defensivo, e ainda para ensinar muita gente, como se marca de forma exemplar uma grande penalidade. Com André Martins a dar uma dinâmica muito importante naquela zona e a contribuir decisivamente na pressão alta que o Sporting exerce sobre o adversário, o Sporting fica com um "miolo" fortíssimo, e olhem... são todos portugueses e por sinal formados na melhor Academia do mundo. E este é um dos principais motivos, para que os sócios e adeptos leoninos se sintam tão orgulhosos desta equipa.

Carrillo foi neste jogo o jogador mais desequilibrador da equipa, com incursões explosivas pelo corredor esquerdo, tendo as costas bem protegidas e o apoio de Jefferson. Pena que Carrillo tenha "desligado" completamente do jogo, a partir do momento que o jogo ficou decidido, e esse é o maior problema de Carrillo, o facto de "desligar" muitas vezes... apesar disso marcou um golo oportuno e foi decisivo nesta partida. Quanto a Wilson Eduardo, esteve mais uma vez em bom plano e merecia aquele golo, naquele lance em que rematou de primeira ao poste, muito semelhante a outro que rematou no 1º jogo em Alvalade no lado contrário e com o pé esquerdo... na 2ª parte apagou-se e foi naturalmente substituído por Capel, numa altura em que o Sporting já não queria muito daquele jogo. O espanhol também não trouxe nada de novo, apesar de ter entrado, como sempre, com vontade de fazer estragos, mas as coisas não lhe correram bem.

Fredy Montero foi um jogador muito importante, particularmente no trabalho que realizou com André Martins na zona central da defesa da Académica, que raramente conseguiu sair da pressão realizada por estes dois inteligentes jogadores. "Molhou a sopa" outra vez, de penálty, e irá com certeza manter-se no topo dos melhores marcadores, tendo mostrado ser um avançado de variados recursos. Já Slimani, fez a sua tão ansiada estreia, mas teve o "azar" de ter entrado um jogo que já estava completamente resolvido, havendo muitos jogadores leoninos que já não queriam nada com aquilo. Mostrou grande vontade de deixar a sua marca, mas não teve uma oportunidade para marcar. É um jogador completamente diferente, a todos os níveis, de Montero. Teremos que aguardar mais um tempo, para tirar conclusões acerca do valor do Argelino.

E assim, após mais esta goleada (e não foi contra o "fraquinho" Arouca), o Sporting reforça a liderança e tem já neste momento tantos golos como a temporada passada à 10ª Jornada... inacreditável!

5 comentários:

ILLUMINATOR disse...

Mais de 13 mil em coimbra...porque a nossa força é brutal!
Quanto ao jogo a partir do 4 a 0 a grande maioria dos jogadores tirou o pé do acelerador! Quanto à inclusão do Dier no jogo acho que deve ser feita em detrimento do Maurício (o Jefferson até pelo jogo que fez merece ser titular).

Anónimo disse...

Eu acho que este "argumento" do intermediário Catió, do Bruma não se sentir bem psicologicamente por ir recuperar a forma para a equipa B, apenas visa manter o braço de ferro com o Sporting, até ver os SEUS interesses resolvidos.
Se o Sporting pusesse já Bruma na equipa principal, arranjaria outro argumento qualquer.
Penso que o intermediário Catió apenas quer impedir que Bruma renove o contrato até 31 de Agosto, a não ser que lhe deem a ele (Catió) tudo o que quer.
A Administração do Sporting devia não renovar o contrato com Bruma, proibir os treinadores das equipas B e Principal de o convocarem e, no final do contrato, o Bruma que vá para o ........., mais o intermediário Catió.
Paralelamente, a Administração do Sporting nunca mais deveria estabelecer qualquer negócio com o intermediário Catió, nem aceitar novos jogadores "dele".
Os atuais jogadores "dele" no Sporting, quando chegar a altura de renovar os contratos, ou negociavam diretamente com o Sporting, ou então que vão para o ..........
Os clubes estão falidos e os intermediários cada vez mais ricos.

DUARTE

Treinador Sportinguista disse...

Compreendo a posição de muitos adeptos leoninos, que estão fartos deste "caso" Bruma, mas eu não tenho abordado muito esse assunto aqui no blog, simplesmente porque não disponho de dados suficientes, para me colocar a favor ou contra o jogador, que não passa de um "garoto" embora maior de idade. O que sei é que tem tudo para se tornar um caso muito sério, e o clube que ficar com ele, irá certamente tirar grande proveito no futuro. Este caso, em nada se compara com o de Paim. Agora também acho que a ficar, terá que se sujeitar a um período de "readaptação" na equipa B. Se não tiver humildade para isso, então mais vale ir para outro lado, desde que os direitos leoninos sejam precavidos...

Treinador Sportinguista disse...

Maurício é já o patrão da defesa, e basta estar um pouco atento para perceber a importância do brasileiro naquela defesa. Dier e Rojo, seria um dupla um pouco desequilibrada. Eu também tenho gostado de Jefferson, apenas defendo que em determinados jogos, as suas subidas no terreno podem ser "fatais", e a colocação de Rojo a lateral, nos jogos "grandes" pode ser mais aconselhável.

SL ;)

ILLUMINATOR disse...

Acredito que o jefferson não vá ser tão ofensivo como nos últimos jogos (só depois do 3-0!?). Acho que o maurício nos jogos grandes pode não ser uma grande mais-valia decido à sua agressividade/ atitude dos árbitros com o sporting e falta de velocidade! E para mim dier tem de ser titular!

Enviar um comentário

Época 2017-2018 | Jogo de Apresentação

Depois do Estágio na Suíça, onde as coisas correram dentro daquilo que é normal nesta altura, embora hajam sempre adeptos mais impacientes ...