Análise: Olhanense 0-2 SPORTING (4ª Jornada)

O Sporting continua na senda das vitórias, e desta vez até pareceu uma vitória tranquila, mas na minha opinião foi talvez o jogo menos conseguido por parte dos leões no campeonato, esta temporada.

Leonardo Jardim fez duas alterações na equipa inicial, uma por opção, outra por necessidade. E apesar das mudanças não houve grandes alterações na estrutura e forma de jogar da equipa. Se com Rojo a equipa mostrou algumas fragilidades nos lances aéreos de bola parada, com Dier também fomos batidos duas ou três vezes nesses lances. Haverá aqui mais do que um problema individual, um problema colectivo na hora de defender esses lances, ou apenas (e porque não) mérito dos adversários.

Golos: Montero e André Martins

Patrício não teve muito trabalho nesta partida e naquele lance em que a bola foi à barra, estava batido, e terá sido o seu maior susto. Cédric fez mais uma excelente exibição e não será fácil a Piris ganhar o lugar ao português, e ao contrário dos defeitos que lhe são apontados, esteve até melhor a defender, do que a atacar nesta partida, e não foi pelo seu lado que a equipa de Olhão nos criou problemas. Aliás, ambas as alas defensivas, estiveram bem entregues, com Jefferson, embora um pouco mais retraído do que o habitual (também fruto da colocação de 2 homens de Olhão a impedir as subidas dos laterais leoninos). Também por esse motivo, foram muito menos as vezes que o Sporting conseguiu ir à linha de fundo cruzar, do que o habitual, embora tenham havido melhorias na 2ª parte.

Maurício continua com uma regularidade exibicional impressionante, e ao contrário do que deu a entender na pré-temporada em alguns jogos, é um central que comete poucas faltas e por isso mesmo não vê muitos cartões, devido ao seu bom sentido posicional em campo, o que compensa a sua falta de velocidade, embora não se trate de um central muito lento. Eric Dier rendeu Rojo e mais uma vez cumpriu com distinção a sua missão e aos poucos pode mesmo agarrar um lugar como titular desta equipa, pois qualidade não lhe falta. Continuo a achar que apesar de ser melhor nas alturas, não é tão forte como Rojo a sair a jogar. A titularidade do Argentino em detrimento do jovem Inglês, prende-se sobretudo com isso, bem como a sua experiência e o facto de ser um central esquerdino, o que facilita imenso os passes em profundidade para a ala esquerda, dando um maior equilíbrio ao sector defensivo leonino.

Martins estreou-se a marcar
Foi no meio campo do Sporting que residiu o principal problema, especialmente na 1ª parte, com este a não revelar a mesma dinâmica e intensidade dos últimos jogos. Apenas André Martins esteve em grande neste sector, pois não só marcou um golo, como esteve em bom plano ao longo dos 90 minutos de jogo. Adrien e William estiveram uns furos abaixo o que já fizeram este ano, embora tenham tido ainda assim prestações positivas (melhores na 2ª parte). Terá alguma coisa a ver com a paragem para as selecções?...

No ataque, Capel esteve muito activo (aliás como sempre), tendo sido alvo de entradas assassinas, nem todas punidas com os devidos cartões e as cores adequadas, mas enfim... não nos podemos queixar muito desta arbitragem, não só pelo golo off-side, como no seu todo, pois já vimos este árbitro fazer bem pior ao nosso clube... Wilson Eduardo foi um dos que não esteve tão bem neste jogo, pelo menos no capítulo ofensivo, embora tenha trabalhado imenso em prol da equipa, que é uma das razões porque tem sido titular indiscutível. Podia mesmo ter apontado um golo, não fosse aquela finalização de desastrada num remate de primeira em zona frontal à baliza.

Montero continua a resolver e a convencer, mesmo não tendo feito um jogo brilhante, muito por culpa do fraco rendimento ofensivo da equipa neste jogo. Sempre que foi chamado a intervir, criou sobressaltos à defensiva contrária, e podia mesmo ter marcado mais cedo naquele remate fantástico, de costas para a baliza que infelizmente passou ao lado. Aquilo que se destaca mais neste avançado, é o seu instinto e inteligência com que se movimenta no último terço do terreno de jogo. A sua classe e técnica fazem o resto.

Destaque também para a estreia de Vitor, que não terá vida fácil, se Adrien e Martins continuarem a exibir-se ao nível do que têm feito até aqui. Rinaudo e Carrillo também tiveram a oportunidade de jogar alguns minutos, e não tendo feito nada de relevante nesta partida, cumpriram e deram o seu contributo à equipa.

No geral, foi uma vitória bem conseguida, sem discussão, e com a aparente tranquilidade que caracterizam as vitórias dos grandes clubes, quando se deslocam ao terreno de adversários mais acessíveis.

Realmente, o nosso SPORTING ESTÁ DE VOLTA!!!

Comentários

Mário Silva disse…
olá Mister, não tens ído ao mail?

abraço

Mário Silva (Mistica Leonina 1906)
Rui Fernandes disse…
Caro amigo sportinguista: Eu sou o administrador do Blogue sportinguista Amorsporting.com e estou a escrever-lhe para que também possa referenciar-me no seu Blogue. Eu no meu espaço sportinguista dou todos os blogues sportinguistas como referencia e também gostaria de ser referenciado. Não é da minha pessoa entrar em guerras com outros espaços iguais como poderá comprovar . Deixo á sua consideração......saudações leoninas
Rui fernandes
Leandro Dias disse…
Ao fim da 10ª jornada a equipa continua a ganhar e pode hoje subir à liderança do campeonato! apostas de futebol na betclic registadas... Hoje é para ganhar :)

Mensagens populares deste blogue

Algo de inimaginável há 3 anos atrás

MERCENÁRIOS, é a palavra acertada