MERCENÁRIOS, é a palavra acertada

Multiplicam-se os casos de jogadores, que quando recebem propostas significativamente superiores, no que ao salário diz respeito, logo fazem "birrinha" para sairem e ingressarem no seu novo e generoso clube, esquecendo de repente tudo o que o clube que os lançou, lhes deu, quer em protagonismo, quer em formação, abrindo-lhes as portas da Europa.

Então aonde fica aquela história do "sempre sonhei jogar a Champions"?

Nos casos mais recentes que "rebentaram" nos últimos dias/horas em Alvalade, Slimani e Rojo, os clubes que os "aliciaram", nem sequer estarão a disputar as provas europeias... se não é apenas amor ao dinheiro, o que será?

Bruno ao seu estilo.
BRUNO DE CARVALHO hoje esclareceu algumas coisas, no nosso novíssimo canal, Sporting TV, e não deixou qualquer dúvida acerca do tratamento que estes e outros casos similares, irão ter da parte da sua direcção. 

Mostrou-se inflexivel, e ao mesmo tempo tranquilo, pois entende que o grupo está forte e preparado para vencer já no Sábado a Académica. Deu também a entender que o plantel não está fechado, e que agora com estas situações poderá ter que haver uma resposta a altura, no que diz respeito ao reforço do plantel.

Deixou também um recado a todos os adeptos, para estarem tranquilos, encherem o estádio e puxarem pela equipa como aconteceu na temporada anterior.

Diz que há um longo caminho ainda a percorrer, havendo muito ainda para fazer. E como eu o entendo...

Para já, sademos que Rojo e Slimani, não jogarão em Coimbra, e que estão sod alçada disciplinar, e na minha leitura, julgo que dificilmente voltarão a envergar a camisola do Sporting, a menos que se retratem publicamente. O mais certo é acabarem por sair, ou então terão o mesmo tratamento que Labyad e Elias tiveram.

Desportivamente, isto não será nada benéfico para o Sporting, mas não podem haver "vacas sagradas" dentro de um plantel que se quer unido e focado nos seus objectivos.

FORÇA BRUNO!! ESTAMOS CONTIGO E COM A EQUIPA!!

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Algo de inimaginável há 3 anos atrás